Renato Patriarca

Renato Patriarca

Renato Patriarca

Trabalhando com música desde 1996, Renato Patriarca transita por vários ambientes, cenas e estágios da produção musical. Iniciou sua trajetória tocando e produzindo bandas independentes “indie” em pequenos estúdios por São Paulo. De 1997 a 1999, frequentou a hoje consagrada SAE (School of Audio Engineering) de Londres (UK) onde estudou mais a fundo produção musical, engenharia de som e “music business”. De volta ao Brasil, encontrou seu lugar no Midas Studios. Inicialmente assistente de alguns dos melhores técnicos e produtores do Brasil, trabalhou lado a lado com Paulo Anhaia, Lampadinha, Luis Paulo Serafim e Moogie Canázio; logo se tornando o principal engenheiro de som nas produções pop-eletrônicas de Rick Bonadio. Nessa trajetória, colaborou em muitos discos e carreiras de sucesso que saíram do Midas Studios desde os anos 2000, a citar; CPM22, Tihuana, Planta e Raiz, Rouge, Charlie Brown Jr, NX Zero e Titãs, trabalho este responsável por conceder ao Renato o Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock de 2009. Atualmente, Renato é gerente do estúdio, diretor de mídia e distribuição digital do selo Midas Music e braço-direito de Rick Bonadio em suas recentes produções nos discos do NX Zero (Projeto Paralelo), Manu Gavassi, Rebeldes, Negra Li, Mika, Mariana Rios e MC Biel, além de assinar todas as masterizações do estúdio Midas desde 2010. Como produtor, Renato Patriarca é responsável por um dos maiores hits de 2014 com a música “Garota da Vitrine” do Dubeat. A música ficou entre as 5 mais tocadas do Brasil entre novembro e dezembro de 2014. Outras produções de sucesso incluem o single “Teach Me How To Love You” do duo Audax (com o qual alcançou o Top20 do chart de Dance da Music Week UK), o single “Boquinha” do MC Biel (17 milhões de views no Youtube), dentre outros. Renato também trabalha na cena de música eletrônica. Esteve por trás de projetos como Dubhead, Jazz-e e, principalmente, Minima, pioneiros em Live PA (música eletrônica ao vivo) no Brasil. Sua lista de produções já foi lançada por gravadoras alemãs, americanas e italianas e já trouxeram reconhecimento de peso por alguns dos grandes nomes da cena de música eletrônica mundial. Atualmente dirige os selos nacionais Clash Music e Scandalo Music com os quais já lançou Wehbba, Gui Boratto, Christian Smith, Silver City entre outros.”Trabalhando com música desde 1996, Renato Patriarca transita por vários ambientes, cenas e estágios da produção musical. Iniciou sua trajetória tocando e produzindo bandas independentes “indie” em pequenos estúdios por São Paulo. De 1997 a 1999, frequentou a hoje consagrada SAE (School of Audio Engineering) de Londres (UK) onde estudou mais a fundo produção musical, engenharia de som e “music business”. De volta ao Brasil, encontrou seu lugar no Midas Studios. Inicialmente assistente de alguns dos melhores técnicos e produtores do Brasil, trabalhou lado a lado com Paulo Anhaia, Lampadinha, Luis Paulo Serafim e Moogie Canázio; logo se tornando o principal engenheiro de som nas produções pop-eletrônicas de Rick Bonadio. Nessa trajetória, colaborou em muitos discos e carreiras de sucesso que saíram do Midas Studios desde os anos 2000, a citar; CPM22, Tihuana, Planta e Raiz, Rouge, Charlie Brown Jr, NX Zero e Titãs, trabalho este responsável por conceder ao Renato o Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock de 2009. Atualmente, Renato é gerente do estúdio, diretor de mídia e distribuição digital do selo Midas Music e braço-direito de Rick Bonadio em suas recentes produções nos discos do NX Zero (Projeto Paralelo), Manu Gavassi, Rebeldes, Negra Li, Mika, Mariana Rios e MC Biel, além de assinar todas as masterizações do estúdio Midas desde 2010. Como produtor, Renato Patriarca é responsável por um dos maiores hits de 2014 com a música “Garota da Vitrine” do Dubeat. A música ficou entre as 5 mais tocadas do Brasil entre novembro e dezembro de 2014. Outras produções de sucesso incluem o single “Teach Me How To Love You” do duo Audax (com o qual alcançou o Top20 do chart de Dance da Music Week UK), o single “Boquinha” do MC Biel (17 milhões de views no Youtube), dentre outros. Renato também trabalha na cena de música eletrônica. Esteve por trás de projetos como Dubhead, Jazz-e e, principalmente, Minima, pioneiros em Live PA (música eletrônica ao vivo) no Brasil. Sua lista de produções já foi lançada por gravadoras alemãs, americanas e italianas e já trouxeram reconhecimento de peso por alguns dos grandes nomes da cena de música eletrônica mundial. Atualmente dirige os selos nacionais Clash Music e Scandalo Music com os quais já lançou Wehbba, Gui Boratto, Christian Smith, Silver City entre outros.

Inscreva-se na nossa Newsletter!

Assine a nossa Newsletter preenchendo os campos ao lado e fique por dentro da indústria da música eletrônica do Brasil e da América Latina.

Você se inscreveu com sucesso!